Espalhe o futuro!

O Windows 7, um dos sistemas operacionais mais populares da Microsoft, está com os dias contados: em 14 de janeiro de 2020, chega ao fim o suporte para a plataforma. Lançado em 2009, o software ainda opera em 26,86% dos computadores no mundo, segundo dados da empresa NetMarketShare, mas deixará de receber atualizações do Windows Update e assistência técnica no ano que vem. A recomendação da Microsoft é fazer o upgrade para o mais novo sistema da empresa, o Windows 10.

 

Fim do suporte ao Windows 7: veja sete perguntas e respostas — Foto: Raquel Freire/TechTudo

Fim do suporte ao Windows 7: veja sete perguntas e respostas — Foto: Raquel Freire/TechTudo

 

1. O que significa o fim do suporte?

Com o fim do suporte, os computadores com Windows 7 deixarão de receber atualizações de segurança. Além disso, o atendimento ao cliente da Microsoft não estará mais disponível para fornecer suporte técnico ao sistema operacional. Outros serviços relacionados ao Windows 7 também serão descontinuados ao longo do tempo.

2. O computador para de funcionar após esse prazo?

Não. O suporte para o Windows 7 será descontinuado, mas o software continuará funcionando normalmente. No entanto, se você decidir permanecer usando o sistema após 14 de janeiro de 2020, deve estar ciente de que o computador ficará mais vulnerável a vírus e outras ameaças, já que as atualizações de segurança serão suspensas a partir desta data.

3. Como posso me preparar para a atualização?

Se você vai fazer o upgrade do Windows 7 para o Windows 10 no mesmo computador, o primeiro passo é fazer um backup de todos os seus arquivos. O sistema oferece uma ferramenta nativa bastante eficaz e fácil de usar, que permite criar uma cópia dos documentos pessoais e transferi-los para uma mídia externa, como um DVD, pen drive ou HD externo. Outra opção é salvar os arquivos em um serviço de nuvem. Existem diversas opções gratuitas, incluindo o OneDrive, que é integrado ao Windows.

Microsoft recomenda aos usuários que atualizem para o Windows 10 — Foto: Divulgação/Acer

Microsoft recomenda aos usuários que atualizem para o Windows 10 — Foto: Divulgação/Acer

Antes do update, também é válido fazer uma pesquisa sobre o funcionamento do Windows 10. Embora conte com uma interface simples e intuitiva, o sistema apresenta algumas diferenças e novidades em relação ao Windows 7. A principal delas é a Cortana, assistente pessoal da Microsoft. Com ela, o usuário pode usar a voz para executar ações como “desativar Wi-Fi”. É interessante se informar sobre as funções do sistema para aproveitar melhor todas as suas potencialidades. Outra dica que pode ajudar a facilitar a transição é deixar a aparência do Windows 10 mais parecida com o Windows 7.

4. Posso atualizar para o Windows 10 de graça?

Não. Para fazer a atualização é preciso comprar o Windows 10. Na loja oficial da Microsoft, os preços variam conforme a versão do software e vão de R$ 730 a R$ 1599. O sistema operacional também pode ser encontrado em e-commerces confiáveis por valores mais em conta.

5. É melhor atualizar o sistema ou comprar um novo computador?

Se o seu computador tiver mais de três anos, talvez seja mais vantajoso comprar um novo dispositivo. Isso porque os PCs criados originalmente com o Windows 7 funcionam com uma tecnologia de mais de uma década e podem não oferecer a melhor experiência ao usuário que migrar para o Windows 10. As máquinas novas, em contrapartida, são mais rápidas (devido às unidades SSD) e duráveis, com baterias de maior vida útil.

Além disso, é importante ressaltar que nem todos os computadores conseguem rodar o sistema mais recente da Microsoft. É necessário cumprir alguns requisitos mínimos, listados abaixo:

  • Processador de 1 gigahertz (GHz) ou um sistema em um chip (SoC);
  • 16 GB de espaço em disco rígido (HD) para um sistema operacional de 32 bits ou 32 GB para um de 64 bits;
  • 1 gigabyte (GB) de memória RAM para 32 bits ou 2 GB para 64 bits;
  • Placa gráfica DirectX 9 ou posterior com driver WDDM 1.0;
  • Monitor com resolução de 800×600.

6. Posso continuar com o Windows 7?

Quem quiser continuar utilizando o Windows 7 de forma segura precisará estar disposto a pagar pelas atualizações de software, do contrário o computador estará vulnerável a malwares e invasores. A Microsoft anunciou que fornecerá novos patches de segurança para o sistema até janeiro de 2023.

Os preços não foram divulgados oficialmente pela empresa, mas o portal ZDNet teve acesso aos valores, que começariam em US$ 25 (cerca de R$ 103, em conversão direta). A Microsoft confirmou apenas que os preços variam conforme a versão do Windows e vão aumentar ano após ano.

7. O fim do suporte ao Windows 7 afeta o Microsoft Office?

Depende da versão do pacote Office. Segundo a Microsoft, o uso do Office 365 em sistemas operacionais mais antigos e sem suporte pode causar problemas de desempenho com o passar do tempo. Isso porque o software é regido pela chamada política de ciclo de vida moderna, que exige que os usuários estejam em dia com os requisitos de manutenção e do sistema publicados para o produto ou serviço.

Fim do suporte ao Windows 7 afeta pacote Office — Foto: Divulgação/Microsoft

Fim do suporte ao Windows 7 afeta pacote Office — Foto: Divulgação/Microsoft

Portanto, se essa for a sua versão do Office, a recomendação da empresa é migrar para o Windows 10. As versões sem assinatura do programa, como o Office Home & Student ou o Office Home & Business, terão suporte completo.

– Fim do suporte ao Windows 7: veja sete perguntas e respostas Disponível em: <https://www.techtudo.com.br/listas/2019/12/fim-do-suporte-ao-windows-7-veja-sete-perguntas-e-respostas.ghtml>. Acesso em: 13.janeiro. 2020.


Espalhe o futuro!
WhatsApp chat

Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0